Foto por: Gustavo Miguel

Indubrasil de Ontem e de Hoje

Por: Pecuária Brasil

A história da Fazenda Cassu começa antes da energia elétrica chegar ao país, quando o Brasil ainda era manchado pela escravidão. Filho do agropecuarista coronel Antônio Borges de Araújo, um dos responsáveis pela introdução do zebu na região do Triângulo Minero, Coronel José Caetano Borges nasceu com o campo nas veias.
Em 1880, construiu em Uberaba a Fazenda Cassu, onde, nos anos seguintes, nasceria a raça indubrasil, inicialmente batizada de induberaba. Ali aconteceriam eventos históricos para pecuária brasileira, assistidos de perto pela terceira geração da família Caetano Borges, responsável pelo desenvolvimento e continuidade da marca.
Nascido e criado na cidade, Renato Miranda Caetano Borges é neto do Coronel José Caetano e filho mais velho do criador Sylvio Caetano Borges, responsável pela perpetuação da história. Na infância, passava as férias na fazenda, e um dos maiores prazeres era subir pelos galhos retorcidos e depois escorregar pela copa da majestosa gameleira que cresce até hoje na propriedade. Nas brincadeiras menos arriscadas, contava com a companhia da única irmã, Marília Caetano Borges Castro, hoje responsável pela preservação da fazenda.
Quando começou a ficar moço, passou a se interessar pela lida com o gado, e descobriu que tinha um dom natural para cuidar dos animais. Encantado pelas exposições de gado (que começaram dentro da Fazenda Cassu, em 1906) e pelos animais bem tratados, resolveu apostar na seleção da família e preparou um touro para levar ao Parque de Exposição de Uberaba. Sylvio Caetano Borges não encorajou a ideia do filho, mas autorizou a ida do animal, que acabou por ser consagrado como segundo melhor do julgamento.
Formou-se em Medicina na então Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro (FMTM, atual UFTM), depois de formado, recebeu do pai um pedaço de terra próximo, a Fazenda Tamboril Cassu. Ali, dedicou-se a moldar o indubrasil que sonhava. Contando com o respaldo da seleção deixada de herança pelo pai, Renato selecionou a raça até deixa-la como está hoje: parte importante da pecuária brasileira. O trabalho, iniciado pelo herdeiro há mais de 50 anos, resultou em uma genética que hoje está presente nas melhores conquistas do indubrasil.
Sucesso em família
O êxito da seleção Cassu é um trabalho de família, que envolve tradição e valorização da história dos antepassados. “Depois de anos e anos trabalhando, conseguimos chegar onde queríamos. Hoje temos na Fazenda Tamboril do Cassu o resultado dessa trajetória, e com orgulho podemos dizer que estamos na história do indubrasil”, celebra doutor Renato. Casado há 50 anos com Sônia Maria Cunha Caetano Borges, eles tem quatro filhos. O primogênito Rodrigo, Renata, Roberta e o caçula Rafael. Todos tem apreço pelo trabalho da família, mas foi o filho mais velho que sempre soube que seguiria os passos do pai.
Apaixonado pelo campo e, em especial, pela raça indubrasil, Rodrigo é o sucessor da família Caetano Borges. Hoje está a frente dos negócios da seleção, que ainda tem muito caminho de sucesso pela frente. “Esses resultados que temos obtido são frutos do trabalho de seleção feito pela nossa família e, principalmente, pelo meu pai Renato ao longo de todos esses anos. Uma confirmação de que as escolhas tem sido certeiras e de que a nossa genética tem se tornado cada vez mais consistente a cada geração. É com muito carinho, responsabilidade e orgulho que assumo meu espaço nessa história”, conta Rodrigo, casado com Luciana Magalhães Borges.
Passado sólido, presente moderno
O melhoramento genético conquistado por Renato dá frutos até hoje, e não tem perspectiva de parar de produzir. Um touro descoberto pelo selecionador na década de 1970, o Completo 71, foi tão emblemático para o melhoramento da raça que hoje, 15 anos após sua morte, ainda é o segundo colocado no Sumário Nacional de Touros. Sua produção foi consagrada nas pistas e nos torneios leiteiros, e, ainda hoje é um raçador ativo através do seu material genético deixado. Uma de suas netas, Donzela do Cassu é a recordista mundial de lactação da raça, com produção acumulada de 5.048,28 kg de leite aos 246 dias de lactação (ainda em andamento). Atualmente com sete anos, Donzela do Cassu foi Grande Campeã da ExpoZebu 2013, Megaleite, Campeão do Torneiro Leiteiro da ABCZ e Matriz Modelo da ExpoZebu 2014. Filha do Completo 71, Bela do Cassu, também bateu recorde de produção em torneio leiteiro, com 46,00 kg/dia.
Condomínio 110
Sempre com a filosofia de se modernizar e melhorar, a Fazenda Tamboril do Cassu se uniu ao selecionador Henrique Figueira, da Fazenda Figueira, para multiplicar a genética consagrada. Celebrando 110 anos da marca, o Condomínio 110 foi formado com objetivo de trabalhar forte na seleção e multiplicação, bem como na divulgação da raça. Os parceiros estão preparando uma excelente apresentação para ExpoZebu 2016, e garantem que os animais irão surpreender com tanta raça e genética. Na pista estarão os melhores exemplares: Completo FIV Cassu (Rubi da SL em Boneca do Cassu, considerada um dos melhores úberes), Balada do Cassu, Bata do Cassu, Figo FIV Esperança, Bela do Cassu, Figo Castelo, Figo Poesia, Eternety do Cassu, Daliz do Cassu, Capela, entre outros.
A parceria já rendeu. No Leilão Flores e Frutos da Fazenda Figueira, a participação do indubrasil trouxe recordes e novos criadores. A novilha Daliz do Cassu foi recordista de preço da raça, vendida em 66% para a parceria entre o anfitrião do remate e para o novo criador de indubrasil José Roberto Roland, da Fazenda Oriente. Outro destaque foi a Bata do Cassu, jovem doadora de embriões e Campeã da ExpoZebu, teve 50% de suas cotas adquiridas pelo casal de selecionadores Michele Rasquel e Betico, da Estância Marilena. “Nosso objetivo principal é multiplicar a genética da raça e, assim, divulga-la pelo mundo. Vamos aliar a qualidade, inovação e tradição dos dois plantéis. Já temos encomenda de sêmen, principalmente no exterior, com destaque para o México, onde o maior rebanho é de indubrasil. A expectativa é que essa parceria floresça cada dia mais, evidenciando a melhor genética da raça”, afirma Henrique.

PRAÇA VICENTINO RODRIGUES DA CUNHA N. 110
PARQUE FERNANDO COSTA
UBERABA | MG

34 3336-4400

Instagram